• Ínicio
  • Outubro Rosa: o mês dedicado à prevenção ao câncer de mama

Outubro Rosa: o mês dedicado à prevenção ao câncer de mama


Outubro Rosa: o mês dedicado à prevenção ao câncer de mama

O câncer de mama ainda é um dos tipos da doença que mais mata no mundo todo. De acordo com dados recentes do Instituto Nacional de Câncer (INCA), a partir de 2018, estima-se que cerca de 59.700 novos casos de câncer de mama sejam diagnosticados no Brasil por ano. O número indica que a cada 100 mil mulheres, cerca de 56 desenvolvem a condição. Os dados alarmantes posicionam este tipo como a segunda que mais acomete mulheres em todo o mundo. Diante da realidade, a melhor alternativa de combate à doença continua sendo a prevenção.

Resultado de imagem para camara dos deputados outubro rosa
Congresso Federal iluminado em homenagem ao Outubro Rosa

É isso que impulsiona o Outubro Rosa, um mês dedicado à disseminação de informações sobre os direitos e a importância de olhar com atenção para a saúde da mulher. Mais do que levantar dados, a campanha visa garantir às mulheres atendimento, assistência médica e suporte emocional, assegurando prevenção, diagnóstico e tratamento de qualidade.

O nome do movimento, celebrado anualmente desde os anos 90,  remete à cor do laço que é um símbolo internacional usado por indivíduos, empresas e organizações na luta e prevenção do câncer de mama. É por esse motivo que durante esse mês a cor rosa ilumina a fachada de diversas instituições públicas e privadas para indicar a adesão ao movimento.

Prevenção é o melhor remédio

Resultado de imagem para autoexame das mamas
Fonte: Revista Donna

A notícia é boa: os avanços no diagnóstico e tratamento do câncer de mama elevaram as chances de cura para 90% quando descoberto no início. O problema: no Brasil, a mortalidade continua alta porque 30% dos casos são diagnosticados em estágios mais avançados, quando o índice de cura é baixo. O principal método de diagnóstico precoce ainda é a ultrassonografia mamária, seguida de uma mamografia, radiografia das mamas (o que reforça a importância de se fazer o exame anualmente).

Sem dúvidas, a detecção precoce salva vidas. O ideal é identificar o tumor quando ele ainda não é palpável, o que aumenta a chance de cura. Outras vantagens de detectar o câncer logo cedo é fazer uma cirurgia e um tratamento menos agressivos – ou seja, pode não ser necessário retirar a mama ou mesmo fazer quimioterapia.

Autoexame

As mulheres podem, em casa, fazer o autoexame com cuidado, preferencialmente uma vez por mês, sempre a partir do final da menstruação ou, na menopausa, em um dia específico do mês. É  importante que elas estejam atentas ao seu corpo e ao sinal de qualquer tipo de alteração, comunicando qualquer alteração ao seu médico. Lembre-se: o autoexame não substitui o exame clínico realizado pelo médico ou a mamografia.

 

Compartilhe nas redes sociais